Orkut Glogin. Tecnologia do Blogger.

Social Bookmark

6 de jan de 2011

Paulistas devem tomar vacina contra a febre amarela

Do UOL Ciência e Saúde
Em São Paulo
A Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta para que os paulistas tomem a vacina contra a febre amarela. Todas as pessoas que forem viajar para áreas consideradas de risco no interior paulista ou em outros Estados brasileiros devem tomar uma dose da vacina. Além dessas pessoas, as pessoas que moram nessas áreas também devem ser vacinadas.

A indicação é válida para os residentes e para quem viajará especialmente para as áreas ribeirinhas e de mata nas regiões de Presidente Prudente, Araçatuba, São José do Rio Preto, Barretos, Franca, Ribeirão Preto, Araraquara, Bauru, Marília, Assis, Botucatu e parte da região de Sorocaba. Para os viajantes a recomendação é que a dose seja tomada com pelo menos 10 dias de antecedência.

Para quem pretende viajar aos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais e parte estados da, Bahia, Paraná, Piauí, Santa Catarina e Rio do Grande do Sul a vacinação contra a febre amarela também é indicada.

O mapa com a área das regiões e municípios com indicação de vacinação pode ser acessado no site do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado (CVE).

A imunização é indicada para qualquer pessoa a partir dos nove meses de idade que vá ou more em alguma dessas regiões. Quem se vacinou há menos de 10 anos não precisa repetir a dose.

“A vacinação é a única medida eficaz para evitar a infecção, e está disponível gratuitamente nos postos de saúde. É muito importante que as pessoas que vão as regiões de risco e os moradores desses locais ainda não imunizados receba uma dose da vacina”, afirma Helena Sato, diretora de imunização da Secretaria.

A febre amarela é uma doença infecciosa viral aguda, transmitida por mosquitos e que pode levar à morte. Os sintomas mais comuns são febre alta, calafrios, vômitos, dores no corpo, pele e olhos amarelados, sangramentos, fezes cor de “borra de café” e diminuição da urina.




Saúde / Noticias de Agora - 06/01/2011